09 outubro 2014

Outubro Rosa: câncer de mama- Mitos e Verdades

Oi gente!

     Outubro denominado rosa, incentivou a campanha contra o câncer de mama, e muitos são as duvidas sobre o que aumenta ou diminui as chances de adquirir.
     Pesquisando descobri o que é mito e o que é verdade.


Tópicos:

Sexo: Ser mulher é o maior fator de risco para o câncer de mama. Os homens também desenvolvem a mesma doença, mas na proporção de 1 homem para para 100 mulheres.

Idade: O risco vai se elevando até os 45 a 50 anos de idade. Após isso, ocorre uma queda na incidência, provalvemente devido ás mudanças hormonais que a mulher sofre após essa idade.

Peso:Mulheres com obesidade tem mais chance de desenvolver câncer de mama. Isso é válido para mulheres que estão na menopausa.

Carne vermelha: Um estudo mostrou o aumento do risco de câncer de mama em mulheres que consumiram mais de 5 porções de carne por semana.

Antioxidantes: Vitaminas E,A,C, beta caroteno. Nenhuma delas tem relação de proteção confirmada cientificamente..

Cafeína: Também não foi encontrada relação entre o consumo de cafeína e predisposição a câncer.

Cigarro: Embora não tão evidente como a relação com o câncer de pulmão ou câncer de cabeça e pescoço, existem várias estudos que mostram uma relação moderada entre tabagismo e aumento de risco para desenvolvimento do câncer de mama.

Amamentação:  Mães que amamentam tem menos risco de desenvolver câncer de mama, comprovado em vários estudos.

Anticoncepcionais orais: Apesar de algumas controvérsias iniciais, já existe a comprovação que o uso de anticoncepcionais orais não aumentam o risco de desenvolver câncer.

Reposição hormonal: A maioria dos estudos conclui que existe uma relação causal entre o uso de terapia de reposição hormonal e o  desenvolvimento do câncer.

Relação familiar: A historia familiar de câncer de mama é um risco importante para o desenvolvimento da doença, mas apenas 20% dos casos de pacientes com a neoplastia tem um histórico familiar  positivo. Parentes de primeiro grau são os mais relevantes, especialmente se desenvolveram a doença enquanto jovens.

     Essas foram as repostas do oncologista clínico e médico Bruno Pozzi para a revista  ABSOLLUT outubro de 2013.
     Se cuide, não só em outubro, o câncer se esconde melhor do que você imagina. Faça o exame de alto toque.

Espero que gostem, compartilhe, você pode ajudar uma mulher a descobrir a doença cedo e ter maior chance de cura.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
desenvolvido por jessica chan e programação por rebeca franca